terça-feira, 29 de março de 2016

Laços de afeto...

Olá!

    Há privilégios na vida que fazem toda a diferença. Os meus filhos tiveram o privilégio de conviver com bisavós, e com avós. Com tios e tias avós. Puderam e podem tirar partido de toda a sua sabedoria  e tenho para mim que este aprendizado lhe vai ficar para a vida. À medida que vão perdendo os mais velhos fica a saudade e a vontade de aproveitarem  ao máximo o tempo que passam com os avós que ainda estão presentes, numa relação  terna, infinita de afetos. Desta feita, há sempre uma convergência de emoções no sentido de os avós serem bem recebidos e de os fazer sentir  importantes...

   A visita da avó, é sempre pretexto para que a mesa se vista a preceito, e a casa fique com ar de "casa da avó".  Manias minhas e dos meus filhos...

 



 




    E porque as avós são especiais, não podia faltar aquele romantismo floral que lhes é característico e que aqui está presente nas frésias e nas orquideas. Pequenos acertos que fazem com que a avó se sinta especial... Se podíamos receber a avó de forma mais prática e sem as flores? Podíamos. Mas não seria a mesma coisa... E embora no final, ela diga sempre " que não havia necessidade de tanto trabalho", o certo é que os olhos dela expressam exactamente o inverso. Havia necessidade, sim!






       Espero que a vossa Páscoa tenha sido recheada de afetos...
       Uma boa semana para todos!

       Manuela



     

sábado, 19 de março de 2016

Có-có-ró-có-có, arrebita a crista o galo vaidoso...



       Olá!


       Os despertares urbanos caracterizados pelo som estridente do relógio e pelo ruído dos automóveis, são completamente diferentes dos despertares no campo. Aqui, é o galo da capoeira com hábitos diurnos muito próprios - teima insistentemente em dormir e acordar cedo- que canta a plenos pulmões ao raiar do dia, para avisar não só o galinheiro de que é ele o rei da capoeira, mas também para me lembrar de que são horas de acordar... O meu galo, tem assim uma espécie de relógio biológico, que nunca se atrasa nem adianta.  E é ao som deste animal heráldico, que o dia começa por aqui, como que a lembrar que são horas de preparar a Primavera! A pensar nisso, a Revista Jardins traz este mês dicas preciosas para levar a cabo nesta época. Não deixem de ler.

     E já que falamos de galináceos...

   








     Ao rei da capoeira e ao chá servido em loiça italiana-  caneca da colecção nostalgie  da prestigiada marca easy life design, e que tem tudo a ver com o campo, juntaram-se as amêndoas da Páscoa, e deliciosos biscoitos de chocolate, permitindo criar um ambiente rústico natural.
      Há quem pense que no campo é tudo muito simples e campestre... Pois digo-vos que não obstante esse lado campestre/simples, isso não impede que possamos dar um toque chique e até sofisticado a qualquer momento do dia. Cá para nós, parece mesmo que a  moda agora é o tal rústico chique (ou rustic chic, como preferir...), traduzindo-se no verdadeiro in do momento!! Então não é que afinal estou mesmo na moda?!






     Bom fim de semana, e não se esqueçam de o adoçar com muitas amêndoas, algumas rusticidades e uma mão cheia de manias!

     Uma Santa Páscoa para todos!



     Manuela

segunda-feira, 14 de março de 2016

Jardim à mesa...

     Olá!


     No campo, a natureza continua a brindar-nos com aromas e cores múltiplas, e  as frésias assumem relevo quase protocolar dentro de casa, ao mesmo tempo que perfumam o ambiente. No sábado, como de resto já é habitual, gosto de começar o dia a apanhar flores, ou não fosse estarmos já todos com vontade de receber a primavera. Desta feita, as frésias, os coelhos e as amêndoas cordenam-se para tornar este almoço campestre mais animado e até festivo! Querem ver?


  

 


      E porque estamos quase, quase a chegar à Páscoa, na mesa não podem faltar os tradicionais coelhinhos e muitas amêndoas...




      
     Imbuída desta espirituosidade primaveril, e com os dias tendencialmente maiores, a sobremesa pretendeu-se fresca e festiva! Manias...




       Uma boa semana para todos!

       Manuela

segunda-feira, 7 de março de 2016

Amêndoas e muita cor...



     Olá!

    Ainda faltam alguns dias para a Páscoa, mas já é altura de começar a pensar naquilo que vai oferecer a quem lhe é mais próximo, nas decorações, na mesa e nos tradicionais coelhinhos e demais itens alusivos a esta época festiva. Cá por casa, já se entrou no verdadeiro espirito de festa ou não fosse eu ser tão irrequieta e impaciente.
     A cor das amêndoas serviu de base de inspiração e ponto de partida para criar presentes personalizados, à semelhança daquilo que faço todos os anos .








     Este ano, as tradicionais amêndoas precisavam de ser embaladas de forma original. Para isso, fui à procura de soluções originais e inspiradoras. Pequenas caixas de cerâmica, coloridas, que permitiram jogar com a mistura de cores das amêndoas.





     Pequenas cafeteiras coloridas também em cerâmica, encheram-se de amêndoas e deram lugar a embalagens cheias de estilo!




   Os cestos em metal, são os protagonistas que desafiaram na hora de compor os presentes...



     Embora  para mim a Páscoa não seja a festa do ano por excelência, o certo é que não podemos ficar indiferentes ao espírito da mesma. Por isso, preparo estes pequenos presentes com antecedência. E quase sem dar por isso, os pequenos cabazes multiplicaram-se tornando o espaço multi-colorido!





     Vá por mim, na hora de oferecer as amêndoas, esqueça as embalagens enfadonhas que encontra na loja, e faça os seus embrulhos personalizados... Valeu?
 





     Uma boa semana para todos!


     Manuela.