domingo, 29 de setembro de 2013

Outono com docinho de tomate!!!



       Olá!

    Hoje e conforme prometi mostro o doce de tomate acabadinho de fazer!! Com tomates vindos directamente da minha horta para a cozinha! Nesta altura, o que mais salta à vista na minha horta é a quantidade de tomate que ela é capaz de produzir! O problema é que vem todo assim de repente e por isso para além daquele que distribuo pelos vizinhos, tenho de aproveitar e fazer o maior número possível de receitas, congelar, fazer compotas, ketchup, etc... 
     Uma cozinha mais saudável é também uma cozinha mais sustentável, e a  utilização de produtos biológicos e as dicas para uma culinária biológica são o mote para experimentar receitas inovadoras... Um mundo de sabores! Aqui pelo campo tenho vindo a adoptar medidas no sentido da sustentabilidade e da preservação do meio ambiente... E por isso mesmo para além de consumirmos produtos biológicos, vindos da minha horta, fomos adoptando algumas práticas, como seja a utilização de painéis solares, e pasmem... a utilização de fogão a lenha! É isso mesmo que estão a pensar... tudo aqui  no campo é cozinhado em fogão a lenha!!!

      Vejam então este docinho de tomate confeccionado por mim no fogão a lenha!!





          E porque o Outono exige, também a cozinha teve direito a um décor a fazer jus a esta estação e no caminho da sustentabilidade!!!



         As primeiras castanhas da estação foram ontem apanhadas debaixo de chuva, com o cheirinho de terra molhada como dizia a  querida Maria no seu comentário à minha publicação anterior!!



         O bule, cheio de chá de limonete que se foi bebendo à medida que o doce se ia fazendo!!



         E enquanto o doce de tomate se ia fazendo, numa outra panela já estavam os primeiros marmelos que apanhamos para dar lugar à primeira marmelada, que se desejarem também mostrarei... Mas essa é mais morosa, uma vez que por cá a mania é de fazer não só a marmelada simples, mas também com nozes e pinhões... Manias!!



       E no Outono, gosto de apanhar abóboras pequeninas e espalhar pela casa... Ficam lindas e é a tal teoria dos 3 "B"s que eu tanto gosto: bom, bonito e barato!!! Para tornar a casa mais acolhedora nesta estação do ano, julgo que não há necessidade de gastar dinheiro em objectos decorativos... A natureza é para mim a melhor designer e a minha melhor aliada nestas alturas... E quem não tem horta, pode sempre dar um saltinho ao mercado mais perto e certamente irá encontrar "ideias e sugestões decorativas"  a bom preço!!!



       Uma querida leitora aqui do blog, a Val do http://lavionrosedeco.blogspot.pt/,  pediu para eu deixar a receita deste doce. Mas os meus doces são sempre muito fáceis e descomplicados!!! No final vou deixar a receita que pode ser feita de forma muito simples e rápida...



         Cada vez mais gosto de consumir alimentos saudáveis, cultivados de forma a terem um menor impacto no meio ambiente... E se aos poucos conseguirmos introduzir na nossa alimentação este tipo de alimentos, com ausência de poluentes, então certamente estaremos  a contribuir não só para um ambiente melhor mas também para a nossa saúde!!



         Para quem ainda não está muito familiarizada com esta forma de estar e viver, esta publicação hoje tornou-se certamente aborrecida... mas tenho a esperança de que alguma coisa fique retida nesse cantinho da memória....



         Porque acredite que vale a pena!! Se não pode ter uma horta, certamente há-de ter um jardim, ou uma varandinha ou até um parapeito de janela na cozinha, com boa exposição solar...Basta apenas ter vontade de ver crescer as plantas de forma mais natural possível!! Para isso às vezes bastam vasos, pequenos caixotes de madeira, e encham com ervas aormáticas, malaguetas, alfaces e até tomate!




          E agora Val, aqui fica a receita especialmente para si!


         DOCINHO DE TOMATE :

         Ingredientes: 
   
         .1 Kg de tomate,
         . Raspa e sumo de meio limão,
         . 600 gr de açucar.


           Ingredientes adicionais:

           .  Uma chávena de bom-humor;
            . Uma chávena de olhares carinhosos;
            . Duas chávenas de ternura!

           Modo de preparação:

          . Juntar o tomate (apenas descasco parcialmente) com o açucar, a raspa e o sumo de limão. Levar a ferver em lume brando. Quando levantar fervura, deixar cozer durante 30 minutos e ir mexendo! Vá retirando a espuma branca que se for formando. Se no final estiver muito liquido, pode sempre retirar algum desse liquido, com a ajuda do coador, para reter a polpa!! De referir que rende muito pouco, razão pela qual nunca faço menos de 4 kg de tomate. De seguida, triturar com a varinha mágica, distribuir por frascos fervidos em água, e colocá-los virados ao contrário até esfriar por completo!
       E pronto!! Acrescente os restantes ingredientes q.b! E já agora, acompanhe com queijos fortes, como o conhecido queijo da ilha de São Jorge (que já mostrei por aqui!!). Um beijinho para si Val!


       Bem hajam, e uma boa semana para todos nós!

       Obrigada por terem paciência de ficar até ao fim...

domingo, 22 de setembro de 2013

Outono com docinho de figo!!!

     Olá!

      Sejamos todos bem vindos ao Outono! À nostalgia e à melancolia... à reciclagem dos elementos da Natureza e da nossa vida!
       Agora a noite chega mais cedo, mais fria e os ambientes vão querer-se mais calorosos... com mistura de tons como o castanho chocolate, o amarelo, o laranja e um pouco de vermelho... As flores dão agora lugar aos galhos secos, ás folhas, ramos, maças... E para mim o Outono quer um toque de rústico! Por isso hoje, aqui pelo campo, não podia deixar de trazer para dentro de casa cores mais ricas e quentes numa homenagem a esta estação mágica... Convido-vos a entrar na minha cozinha, hoje a lembrar uma cozinha quase, quase "gourmet"... 


    Vamos lá então assinalar o inicio do Outono!
     


           Entre conversas e biscoitos, entre um café informal e alguma algazarra foi dia de fazer o doce de figo... Gosto de fazer os doces com a fruta da época, e daqui até ao Natal as prateleiras vão-se enchendo de doçaria, que depois enchem os cabazes para oferecer a quem nos visita nessa altura!


      
           Aqui estão eles já devidamente embalados, este ano animados por etiquetas XXL, para dar graça e encanto... Para tornar a tarefa mais animada, o café esteve sempre pronto a servir, desta feita em tons de castanho, numa alegoria ao inicio do Outono!


      
          Detalhes...



          E mais detalhes!



         Por cá também já se apanham as nozes, e não tarda nada os marmelos! Depois é só juntar tudo e fazer muitas tigelas de marmelada com nozes!! Até finais de Dezembro, os fins de semana aqui pelo campo são dedicados a estas delicias caseiras...


          Manias...


       
          Enquanto os frascos se foram enchendo, a casa foi ficando deliciosamente perfumada com o aroma do figo...



           E quando a noite chegar, um queijinho de cabra, envolvido em massa filó, vai sair do forno directamente para a mesa onde será coberto com o doce de figo! Caso para dizer ... opíparo! 


     
         E a cozinha ficou assim em modo "gourmet"....


        
          Frutos secos a lembrar a época....


        
         A mesa repleta de frascos...



          As prateleiras cheias...


 
         Mais...



         E mais....



         Alguns frascos a enfeitar a banca da cozinha...



         Tabuleiros repletos como eu gosto!



         As tais etiquetas "king size", ou "xxl"...



        Em ironia...


       
         E na dose certa... com peso e medida!!


        
      E a seguir, deixo ficar a receita para a querida  Lulu  do blog http://walkingonsunshinefnc.blogspot.pt/, que gentilmente ma pediu no comentário que deixou à minha publicação anterior sobre figos....



           Então cá vai Lulu, especialmente para si:


 Ingredientes:

.1Kg de figos;
.500 gr de açucar;
.1 pau de canela;
. 1 casca de  limão.

Mais :
. uma boa dose de paciência;
. duas doses de ternura;
. três doses de sorrisos;
. quatro doses de simpatia;
. uma mão cheia de amor!


Preparação:

. Dar um corte nos figos e colocar numa panela;
. Colocar a casca do limão com algumas gotas de sumo do mesmo, e o pau de canela;
 .Cobrir com o açucar.

    Aqui utilizo a tal dose de paciência: coloco a tampa na panela e deixo uma hora a macerar!
    De seguida, vai a lume brando durante cerca de duas horas.  Vou mexendo... Depois desse tempo, passo a varinha mágica de forma grosseira, para ficarem bocados de figo inteiros...( Isto para o caso de o doce ser para acompanhar com salgados, por exemplo com queijo, com presunto etc... Se for para barrar em tostas, scones ou pão, neste caso passo a varinha mágica mais um tempo, de forma a não ficarem os  pedaços de figo inteiros, valeu?)

Nota: os frascos devem ser fervidos. Depois de encher os frascos, colocar virados ao contrário. Deixar ficar assim até o doce arrefecer por completo... Só quando o doce esfriar completamente (às vezes deixo ficar durante toda a noite) é que coloco os frascos direitos, a fim de criar vácuo! Enfim, nada de mais...

   Ah! Lulu, não se esqueça de que enquanto estiver a confeccionar o doce deve ir alternando com os outros ingredientes que referi!!!!!!!!!!!! Misture tudo como lhe aprouver!! Um beijinho para si!



     Uma boa semana para todos... Obrigada!
.


quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Figos...

               Olá!

         Quem nunca ouviu o provérbio "Setembro molhado, figo estragado"? Eu lembro-me de ser bem pequenina e ouvir este adágio aos meus avôs... E agora já sou eu que transmito estes ensinamentos aos meus filhos... Os provérbio memorizam-se muito facilmente, e são usados não só pela gente do campo, como por todos aqueles que de uma forma ou outra os introduzem nos seus discursos... Os próprios professores  mandam os meninos fazer trabalhos de casa sobre o assunto... Parece-me que alguns provérbios já estão desactualizados e até é difícil fazer entendê-los às nossa crianças, que falam mais a linguagem tecnológica... Mas quer queiramos ou não, são reais e não há como esquecê-los...
      Ontem servi de sobremesa figos, e porque estamos em Setembro, e os figos eram deliciosos, lá tive eu de explicar essa do "Setembro molhado, figo estragado" ao meu filho mais novo! Sim, dizia eu, este provérbio é verdade, pois os melhores figos são os de Setembro, se não chover... Sabem qual foi a observação?!  "Então e com isto do aquecimento global, hein?! Vais ver que o provérbio vai ter de mudar..."! Sem comentários...e sem palavras!!!!!!!!!!!


    
             Hoje com   figos... servidos num pote de vidro, e porque não?



       Enquanto a temperatura não desce, refrescar o final dos dias com fruta e com a alegria de saber que todos vão gostar é mais do que motivo para fazer algo mais... Usar e abusar da imaginação pode transformar um simples momento em família num "acontecimento" para mais tarde recordar... Gosto disso! E cá em casa agradecem! Sempre! As visitas?! Essas já conhecem o meu gosto por essas manias.... e apreciam!



      Para a maior parte das crianças também já começou a escola, e isso também pode servir de pretexto para tanta coisa!! Porquê recebê-los ao final do dia sempre com o prato de sopa à frente, sempre no mesmo prato, sempre a correr, e sempre sem paciência? Mime os seus filhos com uma sobremesa diferente- ou igual !!- mas servida de outra maneira.... Eles vão adorar, e sentir a diferença! Sentir que são especiais...E comer mais e com mais vontade...




      E quer um conselho? Não guarde aquelas loiças bonitas só para as visitas e para os dias de festa... Acredite, nunca na vida irá ter visitas tão boas como estas... nem sorrisos tão sinceros!



           Cresci a ouvir a expressão " devemos poupar", "devemos guardar"... Certo! Mas poupe e guarde apenas o que é importante!! As coisa têm o valor que têm, e se não são usadas para que servem?!



         E já agora, vá aproveitando para comprar mais alguns figos ou colher -se tem a sorte de ter a figueira à mão de semear- e faça compotas, geleias e doces, que certamente irão fazer as delicias dos sábados de inverno... Eu?! Já fiz algumas, antes que os figos acabem... Gosto de as fazer com as frutas da época...



           Escusado será dizer que os figos voaram...



          Detalhes...



           E já que passou por aqui, sirva-se à vontade... Gostava de ver os doces que por cá se fizeram?!  Então prometo mostrar...




         Mais uma vez muito obrigada por passarem por aqui, e um agradecimento em particular para todos aqueles que deixam comentários tão carinhosos e que já fazem parte desta "casa"... E só por isso, podem tirar mais um figo do pote!!!!!

           






quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Gostas de amoras?! "Vou dizer ao teu Pai que já namoras..."

Olá!

Quem não se lembra de em criança ouvir esta lenga- lenga? Eu lembro-me de ser pequenina e agarradinha à mão do meu Pai, com um cestinho na mão, ir colher amoras! Invariavelmente, ele brincava sempre comigo e dizia "Ai gostas de amoras?! Então vou dizer ao teu Pai que já namoras!", e eu também respondia sempre da mesma forma "Ai sim? Mas tu és o meu Pai!!" E ríamos, ríamos... Quanta saudade Pai!

E foram as "tais amoras" que hoje me fizeram  sorrir e que deram o mote para uma mesa colorida...


      Ora espreitem...




      Cá estão elas a servir de entrada para o jantar, e porque não? 
     Parece que actualmente as tendências são apostar no chamado "color mix", mas isso já se faz há muito tempo cá por casa! Tenho de mim, que esta gente da moda, anda toda a despertar muito tarde.... Quem é que aí em casa não gosta de mesas coloridas?! E misturar cores?! 



      E misturar loiças? Tradicionais, contemporâneas, velhas,  novas... quem não gosta, hein?!  Mix de cores e mix de estilos! Manias... Mania de tirar partido de loiças soltas, que às vezes ficam esquecidas no fundo dos armários. Vá ver agora mesmo ao seu armário, e veja se não estão para lá esquecidos pratos, copos e tigelas desaparelhadas?! Então junte tudo e componha uma mesa gira, única, e com a sua cara!!



      Mais do que um estilo concebido, o que importa são os detalhes. E o empenho com que fazemos as coisas.




           O verde combina na perfeição com a madeira,  com o vidro, com os acrilicos, as possibilidades são infinitas! 



    Esta hera deu lugar a argolas para guardanapos, e sobrou ainda para elaborar outro tipo de composições!!  Quando fui visitar a Maison & Object a Paris,  também vi muitas decorações com esta hera artificial! Nas mesas e ... nas árvores de Natal!! Por pouco não pedi o livro de reclamações e falei em direitos de Autor!



             E depois, entre uma amora e outra, lá se vai colocando algo mais em cima da mesa, e vai surgindo um ambiente fresco e colorido, a lembrar que o Verão ainda não acabou...



           Detalhes coloridos das taças que foram adquiridas em várias cores, propositadamente....



         Um grande molho de flores comprado na "D.Elvira", que vende estes molhos de flores embrulhados em papel de jornal, sem ela própria saber como o ramo fica lindo, embrulhado naqueles jornais velhos que ela pede no café da esquina. E para rematar, o embrulho vem sempre acompanhado de um grande sorriso e de um "obrigado menina e desculpe lá o jornal.."! Bem haja D. Elvira!



        A "mania" hoje é esta... componha mesas giras, com detalhes feitos por si, com mistura de loiças, argolas de guardanapos que não precisam necessariamente de vir da Zara Home, e chame a sua gente para a mesa!!



         Os individuais também foram feitos na costureira da esquina... há muito tempo!!



       Para desfrutar o resto do Verão na companhia dos seus ou só da sua! Porque sei que desse lado também há gente que se basta a si própria... E gente bem resolvida com a vida. Porque como eu costumo dizer, "as vidas não são todas iguais, são únicas!".



            Vidros com cores alegres para alegrar qualquer ambiente. Ou pura e simplesmente alegrar... sem o tal do "ambiente"!



             Por aqui, há sempre uns olhinhos à espreita, como que a perguntar: "Mas olha lá Mãe, já podemos comer as amoras?!"



                  Detalhes que tenho a certeza gostam de ver...



              Mais detalhes...



          Mas não perca muito tempo com estes detalhes. Dê-lhe apenas a importância que têm,  porque a vida vale muito mais!! 






            Muito obrigada por passarem por cá, pelos comentários sempre amáveis, e por perderem algum tempo com estas "manias"...

             Bem hajam!