quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Mais um café...dourado e prateado!

     Olá!

   Na sequência das imagens que publiquei anteriormente, aqui fica mais um convite em dourado e prateado! Pensando eu que vocês não iam gostar do mix de dourado e prateado, eis que fiquei surpreendida com os comentários que recebi! Afinal também muitas (e muitos!) de vocês  têm aquela mania de juntar o prateado e dourado, sempre na dose certa, contrariando as vertentes mais tradicionais (apesar de eu ser uma "rapariga" para quem a tradição ainda é o que era...) de que esta mistura cai no vulgarmente designado de fora de moda e outros epítetos  similares.

     Então aqui fica mais uma sugestão, que espero seja do vosso agrado....

     Já experimentou criar "ambientes de festa" em dias comuns?!  Então comece por abrir os armários aí de casa, ou os da sua Mãe ou avó... De certeza que vai encontrar objectos cheios de brilho. E vá juntando o prateado com o dourado, sempre tendo em atenção que apenas um deles deve ser predominante. Aqui, predomina o prateado, ao qual fui juntando detalhes em dourado.



              Depois fui juntando o açucareiro em prateado, e coloquei no tabuleiro copos para a água com detalhes em dourado.




              As chávenas de porcelana branca têm também pequenos detalhes em dourado.



            Coloquei tudo num tabuleiro muito simples e actual...



            Acrescentei guardanapos de pano que ligam sempre bem com as loiças antigas. Tenho para mim, que nunca devemos misturar guardanapos de papel com loiças mais tradicionais ou antigas. Manias...



            Basta um pequeno apontamento de sofisticação para fazer toda a diferença.



           Mais uma vez também aqui é a imaginação a ditar as regras, porque cada uma de nós deve ter o seu estilo! Único e nosso...



           Detalhes da caneca da água, que deve estar sempre por perto, para que a visita no final de tomar o café não tenha sempre de pedir um copo de água.... Acontece sempre, certo?


      
            Para dar cor e quebrar um pouco o ar clássico, coloquei plantas verdes em bules....



             Julgo que o verde dá sempre um ar fresco e actual ao prateado....





            Para mim existe apenas uma regra importante:  os objectos utilizados têm sempre de ter um misto de funcionalidade e requinte. E gosto desta mistura de loiças antigas e actuais... loiças e peças que vão compondo a história da minha vida! Todas elas têm um significado especial para mim...

              Bem hajam! Encontro-me convosco daqui a pouco no campo...

              

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Aceita um café?



         Olá!

       Quando quase toda a gente já está de retorno às suas rotinas e aos seus trabalhos, quando os dias  se tornam mais pequenos e as noites já começam a refrescar, apetece voltar a casa,  às nossas coisas...

      Acompanhe-me com um café, e  enquanto desfaço as malas,  conversamos um pouco e  contam-me como foram as vossas férias...








  
        
               Hoje foi apenas para vos cumprimentar! Há muito para fazer no regresso a casa...

               Um abraço!
         

  


         
         



 


sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Calçadas...


       Olá!

        O fim das férias é sempre inevitável.... Por mim, também gosto de retomar as minhas rotinas, voltar ao meu trabalho e regressar à minha casa! Com saudades, mas com a certeza de que voltarei... Por isso, vão sendo horas de fazer o percurso de volta... Mas não sem antes vos mostrar as mais belas calçadas portuguesas! Cheias de encanto e de história...

          As calçadas da vila das Velas, em S.Jorge, nos Açores... Autênticas obras de arte levadas a cabo por calceteiros licenciados pela única e exclusiva Universidade da Vida!

.

        A originalidade destas calçadas confere-lhes um estatuto de verdadeiro património português...


           Autênticos tapetes de pedra com motivos sempre diversos, o que torna cada calçada única!


           Motivos alusivos a actividades ou especificidades regionais e locais...

       
            Pavimentos empedrados, todos eles feitos de pedra natural, com base em calcário, assentes e dispostos de forma mais ou menos homogénea... 


            Pavimentos de grande beleza estética!


          Cada um parece contar uma histórica única de gente que já por aqui passou...


             Ai  se estas calçadas falassem!


             Teriam muito que contar... 


           Histórias de gente contente, com sorrisos cativantes e a pele queimada pelo ar do mar...


          É assim a gente de cá!! Muito obrigado à família que aqui criei e que me faz sempre sentir em casa!



             E a vocês, leitores deste modesto blog, obrigado por terem passado por aqui neste roteiro de férias... e por terem estado comigo nesta ilha maravilhosa dos Açores!  Mas o melhor é mesmo ver, tocar e sentir... Perder-se ou encontrar-se nesta ilha encantadora...

             Por mim, marco encontro convosco para a próxima semana, num regresso ás minhas tipicas manias... que também já são vossas!

                      Um abraço!  

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Parabéns para mim!

    Olá!

    Ainda em férias, no Domingo  foi dia de celebrar... celebrar a família, a amizade e o amor! E a vida! A minha...
     Um dia li por aí um artigo do jornal Público, que dizia que a idade era uma coisa cósmica, vejam só!  É que parece que cada pessoa tem a sua idade!!! A tal idade cósmica, com a qual já se nasce... e é por isso que há pessoas que com trinta anos já são velhas, e outras que com cinquenta, sessenta e  por aí acima, ainda são jovens!!  Nunca mais esqueci isto... Por mim um dia hei-de gostar de ter os tais cinquenta, sessenta e por aí acima - ou abaixo !- e manter a tal idade cósmica... jovem!
     
    Hoje partilho convosco algumas imagens do meu dia de aniversário... porque também gosto de celebrar convosco a vida! E como bem cantava John Lennon,  gosto de  contar a minha idade pelo número de amigos, e não pelo número de anos. Contar a vida pelos sorrisos...! E vocês também me fazem sorrir...

       Obrigado por passarem por aqui e por poder partilhar este dia especial convosco...


      Tive presentes magníficos... trazidos do fundo do mar por mãos pequeninas, olhinhos a brilhar e sorrisos do tamanho do mundo...




             Estrelas do mar... muitas e lindas!



        Estes  animais marinhos têm uma particularidade muito sui géneris : se forem fragmentados têm a capacidade de originar uma nova estrela do mar! Sabiam?!



                Foram colocadas em cima da rocha apenas para a fotografia, porque tiveram de ser devolvidas ao mar...



          Mais outra que me foi oferecida pela mesma mão pequenina...



            E mais outra trazida por outra mão pequenina!!!



              Celebrar a vida assim faz sentido!! Com os meus, com o mar e com as estrelas a decorar...



            Quisera eu fazer perdurar este dia na memória.... porque no coração já ele está!



               Mostro-vos imagens da praia onde foi passado este dia, e do mar onde as crianças mergulharam até encontrar os tesouros para me oferecerem...



             É uma praia maravilhosa, situada na vila da Calheta, na Ilha de São Jorge, nos Açores onde ainda me encontro...


        
             Quase, quase a terminar as férias...



           Espero que sejam imagens do vosso agrado, e quem sabe não vos encontro por aqui num futuro próximo?! Acreditem, quem vem aos Açores fica com saudades de voltar...



            Detalhes dos acessos para a praia...



            Mais detalhes....



            E mais um mergulho nas águas aquecidas pelo Sol...



              E pintadas de azul por algum pintor mais ousado...


           No fim do dia esperava por mim um delicioso bolo de chocolate, feito por umas mãos maiores... cheias de amor para me dar!


           Obrigado por gostarem de passar por cá...
            
           Um abraço!

      

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Barco...

     Olá!
     Há já algum tempo li um poema, e retive na memória parte do mesmo...

     (...)  Em meu barco faço minha travessia
            Sou capitã, não me deixo naufragar
            Para as aventuras deste dia
            Levo comigo quanto preciso e que hei-de amar(...)- de Natália Nuno /Rosa fogo.


     E se hoje o chá fosse servido num local completamente inusitado?! Veja por si...


              Um chá servido com tempo e sem pressas....



                 Estas chávenas estavam esquecidas numa loja muito velha, e assim que as vi chamei-lhes "minhas"!! Gosto de perder tempo a procurar peças que se encaixam em cada recanto escolhido por mim...  Lindas e delicadas, estavam cobertas de pó e esquecidas no tempo.


  



            Um chá servido... no nosso barquinho!




                Um barquinho centenário e mandado restaurar há alguns anos...



               Pormenores do interior, todo ele em madeira pintada de amarelo....



              Os bancos em preto....



           E os remos em vermelho! Para marcar a diferença nas águas azuis do mar....



             Quando estava a tirar estas fotografias, lembrei-me da talentosa Carlinha (do blog Arte e Manha) que andou à procura de uns remos para fazer um trabalho decorativo, que estou ansiosa por ver!! Carla,se vir esta postagem, fica aqui um beijinho especial para si... 





        E é este  o barquinho  que hoje vos mostro...  
        Aqui está ele, no seu primeiro dia, pronto para se aventurar no mar com os tripulantes da minha vida!



             Este barquinho, todos os anos aguarda pacientemente o nosso regresso, para vaidoso embelezar as águas deste mar imenso...



             Majestoso....



             Imponente.... Ok! Eu sou exagerada, mas o barco é lindo!!



               É sempre uma festa...



        Porque por aqui os dias são passados no mar.... Aqui está ele já com a sua vela....



          Em alto mar com alguns dos tripulantes da minha vida...



                E no regresso.... com o mar a convidar para mais um mergulho!




                      Gostei de partilhar este dia de férias convosco!
                     
                      Bem hajam! Muito obrigado pelos comentários sempre gentis e pelas vossas visitas- que já são muitas!- e que eu gosto de receber por aqui....